Pela segurança dos motociclistas e motoqueiros

Texto e reportagem: Diego Fortes / Fotos: Divulgação
O que era para ser uma diversão inocente e fazer uma criança sorrir durante as férias, se tornou dor e tristeza para os quatro filhos do motoqueiro Carlos de Souza Menezes, morto no Natal ao ser atingido por uma linha de pipa com cerol (mistura de vidro e cola de madeira), na BR-101, no Gradim, em São Gonçalo, no Rio de Janeiro.
Uma maneira de se reduzir o risco para os motociclistas na época de férias, em que a incidência de pipas é alta, é a colocação das antenas nas motocicletas. O acessório é instalado na parte dianteira da moto, perto do painel de instrumentos. Nenhuma moto vem com a antena instalada de fábrica pelo fato de não ser um item de segurança obrigatório. É uma peça que pode ser comprada em qualquer loja, como acessório apenas, no valor de R$20.
O dono de revenda de motos Ésio Cauvet alerta para uma maior divulgação sobre o perigo destes acidentes, que acontecem em todo o período de férias escolares. “A mídia deveria estar batendo mais em cima disso, porque o motociclista não tem o cuidado de usar este acessório, e quando acontece uma fatalidade dessas, eles ficam receosos e correm para uma loja para instalar a antena”, comentou. O lojista ainda revelou que clientes dele passaram pelo local onde o motociclista Carlos de Souza foi morto pela linha de pipa e não tinham a antena intalada em seus veículos, mas decidiram instalá-la. “Quatro clientes meus passaram pelo local do acidente e nenhum deles tinham antena instalada. Após verem a cena do acidente, eles vieram temerosos para instalar o acessório em suas motos”, concluiu.
O motoqueiro Marcelo Martins (lado esquerdo da foto)) também reforçou a necessidade do uso da antena para diminuir o risco deste tipo de acidente. “Eu vejo a antena como um equipamento de segurança. O Detran deveria tornar o uso desta peça um item obrigatório. Os motoqueiros deveriam ter mais consciência sobre a utilização da antena. As escolas também poderiam instruir as crianças a não soltarem pipas na beira de estradas durante as férias”, disse. Marcelo também abordou a falta de fiscalização das autoridades e órgãos competentes como forma de impedir a incidência de tal acidente. “A falta de fiscalização das autoridades locais também contribui para que os acidentes ocorram”, concluiu. Um levantamento da Associação Brasileira de Motociclistas (Abram) apontou o cerol como um dos maiores inimigos dos motociclistas nas estradas. Um estudo feito pela instituição revela que, dos acidentes com motos em todo o país que envolvem linha com cerol, 50% terminaram com as vítimas em estado grave ou gravíssimo. Campanha de orientação
A campanha ‘Viva Motociclista’, promovida pela Autopista Fluminense, tem o objetivo de orientar e conscientizar os motociclistas sobre questões relacionadas à saúde, segurança no trânsito, utilização de equipamentos de segurança e à manutenção da motocicleta. No local onde acontece a ação, de caráter itinerante, eles recebem orientações sobre os cuidados no trânsito e recebem um folheto com dicas de segurança. Também são cadastrados e têm à disposição uma avaliação médica, realizada pela equipe de atendimento pré-hospitalar da Autopista. As motocicletas ainda passam por uma verificação dos itens essenciais à segurança do veículo e de seu condutor, como lanternas, pneus, freios, amortecedores e correias. Outras ações importante da campanha é a fixação de adesivos refletivos de segurança, de acordo com o que está escrito na Resolução 203 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), de setembro de 2006, e a instalação gratuita de antenas anticerol, que reduzem os riscos de acidentes causados por esse tipo de linha, muito comum nesse período de férias escolares em que aumenta o número de pessoas brincando com pipas. No último evento realizado em São Gonçalo, em julho de 2011, período de férias escolares, ao final do evento, a concessionária mobilizou uma viatura para acompanhar uma inspeção especial da Polícia Rodoviária Federal (PRF) no trecho com o intuito de orientar e conscientizar as pessoas que costumam soltar pipa às margens da rodovia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mitsubishi lança última série especial do coupê Eclipse

Governo do Estado divulga calendário de pagamento do IPVA 2012

Placas de aviso para radares não são mais obrigatórias