Chevrolet Captiva 2011 chega mais recheada e potente




A Chevrolet apresentou oficialmente a Captiva 2011 na sexta-feira passada (25), o utilitário esportivo está agora mais equipado e potente em suas duas opções de motorizações, além de ter ganho novas cores. As versões continuam sendo as mesmas, ou seja: Sport Ecotec e Sport V6 (tração dianteira e integral), os preços começam em R$ 90.299 para a versão de entrada, R$ 96.774 e R$ 100.774 (4x4), para a Sport V6. Por fora, nenhuma novidade estética, apenas a introdução das novas cores, um novo tom preto e outro bege perolizado, a mesma coir usada no Malibu, além do para-choque, que recebeu um aplique cromado na versão V6. Por dentro o destaque fica por conta do painel, que agora tem a iluminação “Ice Blue”, a mesma lançada no Agile e o revestimento interno passou a ser em couro preto, saindo de linha o tom mais claro, que na minha opinião era o mais bonito de todos. De série, os modelos trazem agora computador de bordo e comandos de som no volante, itens importantes para uma SUV dessa categoria e preço. A novidade maior fica por conta do freio de mão, que foi substituído por um sistema eletrônico de botão e a coluna de direção tem agora ajuste de altura e profundidade. Já a versão topo de linha recebe ainda bancos com aquecimento e sensor de chuva. Enquanto que a versão V6 com tração integral ganhou um novo sistema de som com 10 alto-falantes e câmera de ré com monitor no retrovisor interno. As duas motorizações foram revistas, a principal novidade é o uso da injeção direta nos motores. O motor 2.4 16V ganhou 15 cavalos de potência e 1 kgfm de torque, passando para 23,8 kgfm a 4.900 rpm. Enquanto que a versão V6 aposentou o 3.6 litros e traz o novo 3.0 VVT de 268 cavalos – 7 cv a mais do que o motor maior – e 30,6 kgfm de torque. Aproveitando a melhorias nos motores, a GM resolveu alterar o câmbio, que é a mesma caixa sequencial de seis velocidades que equipa o sedan Malibu e traz a opção ECO, que muda o gerenciamento do motor e do câmbio para economizar até 5% de combustível, dependendo da forma de condução. Com esse sistema, a Captiva ficou mais econômica e mais rápida. O onsumo do modelo Ecotec é de 9,3 km/l de gasolina, ante os 8,7 km/l do modelo 2010, e na estrada de 13,6 km/l, contra os 12,8 km/l. Segundo a montadora, a Captiva 2011 já tece suas vendas iniciadas antes mesmo da apresentação a imprensa e já foram comercializadas 1.939 unidades. (Por: carpointnews)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mitsubishi lança última série especial do coupê Eclipse

Governo do Estado divulga calendário de pagamento do IPVA 2012

Placas de aviso para radares não são mais obrigatórias